Find us on Facebook

Suzano é destaque em lançamento do Sistema Estadual de Patrimônio Cultural

 

Município recebeu convite especial para evento, que somente foi estendido a Campinas, pelo trabalho desenvolvido pelo Compac para a valorização de bens culturais

Suzano foi destaque no lançamento do Sistema Estadual de Patrimônio Cultural, que ocorreu na tarde desta quinta-feira (30/11) no Museu do Futebol do Estádio Paulo Machado de Carvalho, no bairro do Pacaembú, área central da capital paulista, com a participação da secretária estadual de Cultura e Economia Criativa de São Paulo, Marília Marton. A cidade recebeu um convite especial para o evento, que somente foi estendido a Campinas, pelo trabalho que está sendo desenvolvido pelo Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac) para valorização dos bens culturais da cidade.

Por conta dessa atuação, o município foi representado na atividade pela presidente do Compac, Cind Kelly Octaviano, que foi eleita representante do Estado de São Paulo, no setor Patrimônio Material, para a 4ª Conferência Nacional de Cultura, a ser realizada em Brasília em março de 2024. Juntamente com ela, participaram do encontro o vice-presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc), Herberto Guimarães, assim como o presidente e a vice-presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), Carlos Faggin e Mariana Rolim.

A composição do grupo simbolizou a realização do “I Fórum de Conselhos Municipais de Patrimônio Cultural do Estado de São Paulo”, que teve o objetivo de criar um sistema de integração do Condephaat com os conselhos municipais de patrimônio cultural, promovendo troca de experiência. Uma das propostas é discutir necessidades dos conselhos patrimoniais dos municípios, com vistas ao apoio do estadual nos projetos conduzidos por cada cidade.

A partir desse suporte, os modelos já consolidados em relação a essa atuação, como Suzano e Campinas, podem servir de referência para outras cidades, já que pouco mais de 10% dos municípios paulistas têm um conselho municipal. O Compac propôs que o Condephaat oferecesse um núcleo de apoio aos conselhos municipais de patrimônio cultural e implementação de educação patrimonial nas escolas estaduais de ensino médio e técnico, além de promover ações de formação técnica patrimonial para mão de obra de execução de conservação e restauro, em nível técnico e superior.

A presidente do Compac afirmou que o Sistema Estadual será fundamental para a formação de profissionais que possam atuar neste segmento. “Mais do que colaborar para o tombamento, o Sistema Estadual caminha para promover capacitação técnica que garantirá conservação e restauro em diversos níveis de saber, além de prover recursos financeiros para ações conservativas por meio do Proac (Programa de Ação Cultural de São Paulo), direcionados ao patrimônio dos municípios paulistas”, frisou Cind.

O diretor da Secretaria de Cultura de Suzano, Amaury Rodrigues, declarou que as ações direcionadas à conservação de patrimônios históricos estão ligadas à valorização da história e identidade de cada município.“Reconhecer e valorizar as tradições, os saberes tradicionais de um território municipal por seus habitantes são fundamentais para que esse território possa se considerar uma sociedade. Todas as ações de preservação de bens culturais proporcionam aos munícipes um sentimento de pertencimento e autovalorização”, frisou o diretor.

Por sua vez, o vice-prefeito e secretário municipal de Cultura, Walmir Pinto,  destacou que este trabalho de preservação favorece a sociedade e as futuras gerações. “A valorização dos elementos que fazem parte da nossa história contribui com o fortalecimento da nossa identidade, incluindo as referências históricas e culturai…

Postar um comentário

0 Comentários